O rio de livros - Olhares do Mundo

Um estúdio em Xangai criou uma livraria para revolucionar a experiência de comprar livros. Andar pela Yangzhou-Zhongshuge é como percorrer um rio de livros. Segundo o arquiteto, isso é intencional, toda a construção foi pensada para evocar o sentimento de água, uma alusão à sua localização perto do curso fluvial.

Os longos corredores, que formam túneis, se estendem no espaço com prateleiras tão altas que atingem o teto. No chão, espelhos que refletem os livros, criando o efeito de reflexo na água. Os designers se inspiraram nas lojas a beira da água localizadas em Zhen Yuan, assim como na área das pontes arqueadas da cidade.

galeria_rio1

 

“No passado, guiados pela água, muitos escritores e poetas visitaram e ancoraram aqui. As pontes, sempre usadas para guiar a cultura e o comércio, representam na loja o laço entre humanos e livros ao mesmo tempo”, disse o estúdio. Esse já é o segundo projeto do XL-Muse no universo literário, o primeiro foi uma sala oval de leitura com prateleiras escalonadas.

Em vez de atingirem o teto perpendicularmente, as estantes côncavas são separadas por um intervalo em formato de raio em todo o meio do teto. Refletido no chão espelhado esse intervalo tem a intenção de agir como um rio, que leva os visitantes por dentro da loja. A entrada é, sem sombra de dúvidas, a parte mais dramática, com mil metros quadrados de uma iluminação elegante e uma vila temática de leitura para as crianças.

A sala de leitura principal tem formas curvilíneas e pilares esculturais todos em branco, que se curvam para dentro do teto. As estantes vêm em uma combinação de estilos verticais tradicionais e stands pretos de metal com aspecto mais moderno, todos dispostos em um declive suave que complementa as curvas dos pilares.

Andar pelo local, observando o teto cheio de luzes que remete ao céu, é como navegar pelo rio de Zhen Yuan. Uma parada imperdível para os amantes dos livros.

cid_18b72896-476f-4975-9eec-dd72b02f7608

MAIS CONTEÚDOS